Barra do Corda, Ma, Data Atual, Hora Atual










10 SEGREDOS PARA O SUCESSO

Autor: Bob Bowman
E-mail:
Enviado em: 10 de julho de 2009

10 segredos para o Sucesso Apresentado na palestra de Bob Bowman na Clínica Mundial dos Treinadores da ASCA em setembro de 2008. A lista foi apresentada pelo “Investor’s Business Daily” que passou anos analisando líderes e pessoas de sucesso em todos os campos de trabalho. A maioria das 10 dicas são interligadas e podem fazer seus sonhos virarem realidade.
1) Como você pensa é tudo! Seja sempre positivo. Pense sempre em sucesso, nunca em fracasso. Esteja preparado para as situações negativas.
2) Busque os seus sonhos possíveis e determine objetivos. Escreva suas metas específicas e desenvolva um plano para atingi-las.
3) Coloque o seu plano em ação. Não se consegue nada sem colocar o plano em ação. Não tenha medo de começar agora, é só ir atrás.
4) Nunca pare de aprender. Volte a estudar, se prepare e melhore as suas técnicas.
5) Seja persistente e trabalhe duro. Sucesso é uma maratona, não é um sprint. Nunca desista.
6) Aprenda a analisar detalhes. Vá atrás de todas as situações, todas as opções, aprenda com suas falhas.
7) Priorize o seu tempo e seu investimento. Não deixe outras pessoas ou coisas tirarem você de seus objetivos.
8) Não tenha medo de ser inovativo. Seja diferente. Siga seus sonhos e vá atrás do seu caminho esteja longe da mediocridade.
9) Trabalhe com outras pessoas de forma efetiva. Saiba escutar. Ninguém é uma ilha. Aprenda a entender e motivar aos outros.
10) Seja honesto e independente. Tome responsabilidade nos seus atos. Se não for assim, os números de 1 a 9 não contam nada.

 




SEGREDOS DO NADADOR DE BORBOLETA

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 04 de julho de 2009

1° Segredo: Os quadris sobem quando as mãos entram na água

Essa é a primeira lei do nado de borboleta. Se a contagem de tempo e ritmo do nado está errada, o nado fica difícil com braços e pernas começam a se aplicarem força nos tempos errados e nas direções erradas. O mecanismo de contagem de tempo pode ser simplesmente aprendido lembrando que os quadris sobem quando as mãos entram.

2° Segredo: Utilize a Pressão Hidroestática (T)

A pressão hidroestática se refere a pressão que se aplica a ação descendente, ou seja, de baixo para cima. Esta pressão é usada para equilibrar o corpo. Seu corpo naturalmente eleva os quadris, com um movimento ondulatório equilibrado. A utilização da pressão hidroestática lança seus quadris para cima quando as mãos entram na água.

3° Segredo: Use sua cabeça

Seu corpo naturalmente segue o movimento da cabeça. Lembre, entretanto, que se tratando de cabeça essa sempre tem certa quantidade de massa (peso) e produz arrasto. Se você tentar levantar sua cabeça a fim de respirar, seu corpo naturalmente tentará levantar vôo aerotransportado. Porém, quando as mãos aproximam-se da linha dos ombros a cabeça mergulha e começa a expiração que deve continuar até a próxima recuperação dos braços essa coordenação ajudará a manter o equilíbrio de corpo.

4° Segredo: Ponha os braços no lugar certo

Quando começando a braçada, as mãos devem entrar a frente do corpo, na largura dos ombros. Uma captura mais “larga" não segura muita água (literalmente), enquanto tendo as mãos próximas a frente de você exige energia extra.

5° Segredo: Mantenha Cotovelos Altos

O temido "cotovelo baixo" pode facilmente acontecer durante o nado de borboleta. Os cotovelos são mais prováveis de cair abaixo dos pulsos (e bem abaixo da superfície da água) início no puxar quando as mãos forem mais afastadas do corpo. Concentrando em manter os cotovelos próximos à superfície, acima dos pulsos, e apontando para fora, você manterá seus braços livres e diminuirá a resistência.

6° Segredo: Pernada para baixo tórax para cima

A pernada não deve originar-se nos joelhos, ou seja, limitar-se as pernas. Quando você vê golfinhos ou baleias nadando, seu movimento na água parece com uma grande ondulação iniciando na cabeça passando para o corpo e proporcionando uma poderosa pernada. O borboleta natural é semelhante. Tentando imaginar o seguinte: pernada para baixo tórax para cima é outro caminho para enfocar em equilíbrio de corpo.

Existem dois princípios que você devia considerar quando praticando o nado de borboleta. A primeira é para ensinar o nado na seqüência adequada. Esta seqüência é a seguinte:

1. Equilíbrio
2. Posição de corpo cabeça/tórax
3. Movimente o quadril, e finalmente
4. Propulsão de braços.




10 MANDAMENTOS DO ESPORTE. . . PARA OS PAIS

Autor: Prof. Maurício de Oliveira
E-mail:
Enviado em: 04 de julho de 2009

1) Faça seu filho ciente de que ganhando ou perdendo, assustado ou valente - você o ama e aprecia o seu esforço. Isto fará com que ele dê sempre o melhor de si. Seja a pessoa que o encoraja positivamente; aprenda a esconder seus sentimentos de desapontamento.

2) Procure ser honesto à cerca das capacidades de seu filho, de seu desempenho, e de sua atual capacidade de rendimento.

3) Seja solícito, porém não queira fazer tudo por ele. É difícil não fazê-lo, mas é muito penoso para o jovem, ser inundado de instruções e recomendações críticas.

4) Ensine-o a desfrutar do entusiasmo da competição, incentive-o a treinar para melhorar sua condição e empenho. Não diga que "vencer não conta", porque conta sim. Ajude a desenvolver nele a determinação de tentar o seu máximo e sentir-se feliz consigo mesmo.

5) Procure não reviver sua vida desportiva através de seu filho. Não o pressione movido por seu orgulho pessoal. Certamente que ele é uma continuação de você, mas deixe-o viajar por si só no mundo dos esportes. Não o ajude a afogar-se; jovem desportista necessita de apoio dos seus pais, por isso você deve sempre dizer: - Presente !!!

Se ele se sente bem com você - ganhando ou perdendo - é certo que está no caminho certo do máximo aproveitamento e realização - e, através dele você poderá dar suas "braçadas" também...

6) Não entre em confronto com o Técnico, lembre-se que muitas vezes ele torna-se um "ídolo" para seus atletas, uma pessoa que acerta sempre. Mas quando necessita corrigir, disciplinar, criticar, ou quando exige um esforço extra, muitos atletas e pais se voltam contra ele.

7) Jamais compare o aproveitamento, desempenho, ou coragem do seu filho com os outros colegas e "adversários”... pelo menos na frente dele.

8) Você deve procurar conhecer relativamente bem o Técnico de seu filho. Assim você poderá assegurar-se de que sua formação, filosofia de trabalho e conhecimentos são suficientes para que você entregue seu filho a ele. O Técnico tem uma influência poderosa na formação dos atletas.

9) Lembre-se que as crianças tendem ao exagero, tanto quando elogiadas, como quando criticadas. Se você acha que alguma "injustiça" foi cometida, não reaja de maneira impetuosa. Saiba que o "problema" nunca é o que parece ser.

10) Procure fazer seu filho entender alguns princípios relativos à coragem; explique a ele que coragem não significa ausência de medo, mas sim fazer algo apesar do medo e sensação de desconforto.




ALGUMAS DICAS PARA UMA GRANDE PERFORMANCE

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 04 de julho de 2009

1 - Muitos nadadores "vão aos treinos" duas vezes por dia, porém poucos treinam realmente uma vez por dia. Valorize seu trabalho, não fique nadando à toa. Procure treinar como recomenda seu técnico. Um treino bem planejado divide-se em várias partes, nas quais você é orientado para nadar em diversas velocidades. Por isto são determinados os tempos, intervalos e distâncias que se deve fazer. Cada percentual (80, 90, 100%), ou pulsação por minuto, recomendado pelo técnico, tem um objetivo diferente, de acordo com o que ele planejou. Se você resolver fazer diferente, à sua maneira, corre o risco de fazer justamente o contra-indicado pela fisiologia do esforço e, conseqüentemente, prejudicar-se. O mesmo poderá acontecer quando você interfere no planejamento do técnico, faltando uma ou mais sessões de treinamento.

2 - Em caso de dúvidas quanto à orientação do técnico, converse com ele, exponha sua opinião, porém seja coerente. Se você não entende do assunto, confie em quem tem mais experiência. Se ainda assim a dúvida permanece, dificilmente vocês (o nadador e o técnico) poderão chegar às grandes performances.

3 - A capacidade humana em adaptar-se às novas situações é muito grande. Não se conforme em repetir o mesmo treino - com os mesmos tempos - por semanas e meses. Aquela repetição que o fez melhorar hoje, certamente não será suficiente duas ou três semanas após. Se você não conseguiu melhorar nos treinos, como pode pretender fazê-lo na competição?

4 - Competir também é treinar. As situações de treino e competição são diferentes. As grandes performances exigem experiência em competições, de todos os níveis.

5 - Procure analisar-se dentro da água. Compare seus tempos com a pulsação no momento da chegada. A elevação desta deve corresponder uma melhoria no tempo. Caso contrário você poderá estar "brigando com a água", realizando movimentos desnecessários ou, uma técnica errada. A repetição destes erros por algum tempo poderá levar a uma "automatização" irreversível, com uma conseqüente piora dos tempos. Outras razões para a pulsação alta em relação aos tempos feitos seriam patológicas (doenças) ou estresses diversos, como falta de repouso entre os treinos, má alimentação, medicamentos, tensões psicológicas, etc.

6 - Independente da especialização do nadador - velocista, meio-fundista ou fundista - ele necessitará sempre de uma grande "quilometragem" (experiência do nado expressa na quantidade de quilômetros nadados desde a iniciação, através de vários anos) para atingir uma excelente performance. Naturalmente, o fundista precisará mais que o meio-fundista, e este mais que o velocista, porém a coordenação refinada pela melhor aplicação da técnica é resultante desta experiência. Isto explica, em parte, porque as crianças e os iniciantes em geral, nadam "descoordenados".

7 - Procurem atualizar-se, sabendo os tempos dos adversários em todos os níveis, bem como o que eles estão fazendo, porém não se deixe impressionar negativamente. Confie sempre em você e no seu técnico.

8 - Anote em uma agenda tudo o que diz respeito aos seus treinos como, por exemplo, pulso máximo nas séries - pulso basal - melhores tempos nos treinos e nas competições - média dos tempos nas séries, distâncias nadadas por sessão, dia, semana, mês e ano - fatores diversos que interfiram no melhor ou pior rendimento. Isto ajudará a manter um bom nível de motivação.




15 TRUQUES PARA MANTER A SUA MOTIVAÇÃO ELEVADA

Autor: Leonardo Delgado
E-mail: aquabarra@sapo.pt
Enviado em: 04 de julho de 2009

1. PENSE SEMPRE DE FORMA POSITIVA

Algo que desde sempre vem funcionando perfeitamente são os pensamentos positivos. Tudo tem algo de positivo, ainda que tenhamos falhado ou não atingido um determinado objetivo. A aprendizagem pode ser positiva, a derrota pode ser positiva, entre outras coisas. Prepara-se para eliminar os pensamentos negativos acerca de si, e procure aprender com os erros e também com o que os outros lhe dizem.

2. DEFINA UM OBJETIVO PÚBLICO

Geralmente os objetivos são uma forma de criar pressão junto de nós próprios, obrigando-nos a ser mais produtivos e ao mesmo tempo a comprometermo-nos com uma determinada audiência. Isso faz também com que a motivação e objetividade aumentem, trazendo posteriormente resultados de qualidade.

3. COMPETITIVIDADE

A competição é regra geral uma forma de o manter motivado e com objetivos claros sobre aquilo que pretende alcançar. A competitividade está geralmente associada à motivação, e no final de contas todos saem a ganhar.

4. CRIE UM DIÁRIO DE OBJETIVOS

Algo que me tem motivado imenso são os objetivos e as tabelas de produtividade que venho criando para me organizar. Criar um diário é algo que na verdade funciona muito bem. Mantenha o diário regularmente e atualize-o sempre que atingir um objetivo previamente delineado. Utilize-o somente para os seus objetivos, e rapidamente irá aperceber-se da motivação que isso criou em si.

5. VISUALIZAÇÃO DOS OBJETIVOS

Um dos maiores problemas associados à falta de motivação, é o fato de muitas pessoas nunca definirem e visualizarem os objetivos que pretendem atingir. Imprima uma folha com letra 30, com cerca de 4 ou 5 objetivos que pretende atingir ou no imediato, ou a curto/médio prazo.

Todos os dias foque a sua atenção durante 5 minutos para esses objetivos. Pense sobre como os pretende atingir, que estratégias irá utilizar, qual o seu comprometimento com esses objetivos, entre outras coisas. Motive-se para atingir o sucesso que tanto deseja.

6. NÃO COMETA ERROS REPETIDAMENTE

Uma das coisas que geralmente acontece a um atleta menos motivado, é levantar-se da cama e sentir-se demasiado preguiçoso para treina. Ele evita aquele dia e aproveita para descansar um pouco. Infelizmente há quem o faça no segundo dia novamente, no terceiro, no quarto e durante uma semana. Esse erro é grave e uma tremenda falta de motivação.
Nunca falhe 2 dias seguidos, muitos menos cometa os mesmos erros repetidamente. Foque-se em ser produtivo e motivado, e preocupe-se em manter as suas tarefas em dia e a sua produtividade elevada.

7. DESISTIR NUNCA É O CAMINHO

Muitas vezes somos abatidos por pensamentos menos positivos, onde por vezes o desistir é a palavra de ordem. Procure anotar esses momentos menos positivos num papel, e crie uma estratégia para evitar tomar decisões menos conscientes. Desistir nunca é o caminho, dê lá por onde der!

8. PROCURE INSPIRAÇÃO
Algo que geralmente se traduz em motivação, é sentir-se inspirado. A inspiração pode ser natural, embora muitas vezes esteja associada a coisas que passam na televisão, nos blogs, na mídia social, entre outras. Toda a gente adora uma história de sucesso, porque regra geral transmite motivação para criar algo de sucesso também. Procure inspirar-se de diferentes formas: blogs, histórias de sucesso, forums, amigos e família, revistas, livros, citações, música, fotos, pessoas que conheceu, entre outras.

9. DIVIDA OS SEUS OBJETIVOS

Geralmente as pessoas pensam que um objetivo tem de ser algo em grande, quando na realidade não necessita. Os objetivos grandes e a longo prazo geralmente transformam-se em fardos extremamente pesados, e em poucas semanas as desmotivação está instalada e a reinar.
Procure dividir esses objetivos grandes em pequenos objetivos. Dessa forma irá manter-se muito mais motivado para atingir o objetivo seguinte, do que propriamente esperar 6 ou 12 meses para atingir o grande objetivo.

10. CONGRATULE O SEU EGO

Uma das coisas que funciona muito bem comigo, é a auto-congratulação. Muitas vezes fico feliz e congratulo-me a mim mesmo por ter atingindo um determinado objetivo.
Algo que funciona muito bem é a atribuição de prêmios a você mesmo. Embora possa parecer estranho, a verdade é que se definir um prêmio para um objetivo seu, a sua motivação irá aumentar. Um exemplo prático poderia ser um fim-de-semana num hotel quando chegasse ao objetivo B, tendo em conta que os prêmios que oferece a si mesmo, não comprometem o seu estilo de vida e as suas finanças.

11. PACIÊNCIA É UMA GRANDE VIRTUDE
Se tiver consciência das suas dicas anteriores, saberá que os objetivos grandes e a longo prazo, geralmente demoram algum tempo até serem atingidos. Esse tempo requer paciência, algo que geralmente muitos não têm. Se imaginar um objetivo grande como uma maratona, acha que seria capaz de a correr sem se preparar primeiro? 42km demoram algumas horas a correr, e requerem muita preparação, possivelmente durante alguns meses. Os seus objetivos a longo prazo funcionam da mesma forma.

O que geralmente acontece com freqüência, é criarem-se objetivos utópicos e onde a paciência nem sequer está enquadrada.

12. FAÇA O QUE LHE DÁ PRAZER

Regra geral, a ausência de motivação está associada a coisas que não gostamos de fazer. Se por ventura o seu emprego não se adequa aquilo que gostava mesmo de fazer, porque não mudar? O mesmo se aplica aos blogs e aos seus nichos de mercado. Se está a tentar ter sucesso numa área que não domina ou a partir de qual não tem prazer, o melhor será mesmo equacionar mudar alguma coisa.

13. JUST DO IT (SÓ FAZ ISTO!)

Lembra-se do slogan da Nike? É precisamente aquilo que muitas vezes lhe falta: ação! Se tem idéias, objetivos e coisas pensadas e repensadas que geralmente são adiadas sabe-se lá porquê, parta para a ação! Ao invés de parar para pensar o quão difícil vai ser, a competição que existe, os custos, e tudo mais, faça-o!
Muitas vezes resolvemos falar com o cérebro, sem sequer pensarmos que ele está programado para nos proteger e para nos dizer que somos preguiçosos e que não necessitamos de tomar uma determinada ação. Não se deixe levar pelos seus pensamentos. Atue!

14. FAÇA DO SEU OBJETIVO UM QUADRO

Porque razão os atletas sempre colocam os diplomas em quadros, para que possam olhar para eles e lembrarem-se dos seus feitos? Porque isso os motiva e lhes transmite confiança.

Então porque não fazer precisamente o mesmo com os seus objetivos já alcançados? Não necessita de ser um quadro, mas pelo menos uma página estampada na sua parede, para que sempre que acorda possa tomar consciência do que já alcançou e da motivação que isso lhe transmite.

15. COLOQUE O PROGRESSO NO PAPEL E TENHA CALMA

Regra geral, quando inicia um projeto novo fico sempre extremamente excitado e inspirado para criar e mover o mundo em torno dele. Faça tudo aquilo que tenho em mente e a uma velocidade estonteante, que regra geral acabo por me esquecer de tudo e todos aqueles que estão à minha volta.

Um principio básico da motivação, é saber estendê-la pelo maior período de tempo possível. Isso é exeqüível se você conseguir ter calma e souber adiar tarefas para o dia seguinte, mantendo a sua motivação elevada para cumprir novos objetivos e metas.

Juntamente com isso é necessário manter um registro do seu progresso. Algo que funciona bem é uma tabela ou um gráfico, onde você coloca uma cruz em todos os objetivos já alcançados. Podem ser diários, semanais, mensais ou anuais. Você é que decide o que pretende atingir e quando o pretende fazer.

Eu tenho uma tabela de produtividade para mim mesmo, onde todos os dias riscos objetivos e tarefas que pretendo cumprir durante o decorrer do dia. Isso mantem-me motivado, ao mesmo tempo que produtivo.


FINA

Confederação Brasileira de Natação

Federação Maranhense de Desportos Aquáticos - FMDA

E-books de Ed. Física
E-books de Ed. Física

Swim It Up

Swimnews

Pro Swim

aquabarrabdc

Best Swimming

Not Nat

Orkut Aquabarra

Blog Paineiras

© Escola de Natação Aquabarra

Webmaster: Leonardo Delgado